Tecnologias para evitar o vazamento de dados bancários

Conteúdo produzido para o blog da RTM.


Instituições financeiras lidam diariamente com dados sensíveis de seus clientes: informações sobre seus rendimentos, condições econômicas, dados bancários etc. Com o objetivo de proteger os cidadãos e minimizar os impactos de um vazamento de dados, foi aprovada em 14 de agosto de 2018, a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), prevista para entrar em vigor em agosto de 2020. Entretanto, diante da crise global por conta da Covid-19, a data foi adiada para 3 de maio de 2021, por meio da Medida Provisória nº 959. O principal objetivo da LGPD é prover segurança e o cuidado para todo e qualquer tipo de dado que identifique ou torne uma pessoa identificável, tais como dados cadastrais, genéticos, físicos, de localização, endereço, econômicos, dentre outros; introduzindo regras específicas para a recepção, tratamento, utilização e sigilo destas informações, ainda que esses dados tenham sido coletados antes da publicação da LGPD. Além de se adequar às regras da nova legislação, as empresas precisarão investir em soluções que mantenham os dados de seus clientes protegidos. Neste artigo, vamos apresentar 3 tecnologias para evitar o vazamento de dados bancários em instituições financeiras.


Confira o conteúdo completo!

1 visualização

© 2020 by Tem Conteúdo